Descontinuada: A função each () está obsoleta. Esta mensagem será suprimida em chamadas futuras em /var/www/wp-content/plugins/js_composer/include/classes/core/class-vc-mapper.php conectados 111
Saídas acadêmicos - retratam
[rev_slider alias="community-banner"]

Infraestruturas Organizadas pela Comunidade

Resultados Acadêmicos

Nixon, D. & Schwanen, T. 2020. “The Conflicted Pedestrian: Walking and Mobility Conflict in the City.” Pp. 254-264 in the Handbook of Urban Mobilities, edited by Ole B. Jensen, Claus Lassen, Vincent Kaufmann, Malene Freudendal-Pedersen, and Ida Sofie Gøtzsche Lange. London: Routledge.

Schwanen, T. & Nixon, D. 2020. “Understanding the Relationships Between Wellbeing and Mobility in the Unequal City: The case of community initiatives promoting cycling and walking in São Paulo and London.” Pp. 79-101 in Urban Transformations and Public Health in the Emergent City, edited by Keith, M. and de Souza Santos, A. Manchester: Manchester University Press.

Nixon, D. & Schwanen. 2019. “Bike Sharing Beyond the Norm. Journal of Transport Geography 80:102492. https://doi.org/10.1016/j.jtrangeo.2019.102492

Schwanen, T. & Nixon, D. 2019. “Infra-estruturas urbanas: Quatro tensões e seus efeitos."Pp. 147-162 em Manual de Geografia Urbana, edited by Tim Schwanen and Ronald van Kempen. Edward Elgar Publishing.

Nixon, D. & Schwanen, T. 2018. “Emergente e Justiça Integrado: Lições de iniciativas comunitárias para melhorar as infra-estruturas para caminhadas e ciclismo."Pp. 129-141 em Mobilidades, Mobility da Justiça e da justiça social, Editado por Nancy Cook e David Butz. London: Routledge.

Entre em contato com os autores para obter informações sobre o acesso.

Participe

Se você achar que o projeto DePICT é de interesse para você como um potencial stakeholder, participante da pesquisa, ou simplesmente um entusiasta, por favor contacte-nos ou siga-nos no Facebook e Twitter.

Se inscreva para atualizações por email




Twitter

O projeto DEPICT tem como objetivo determinar quais elementos dos ambientes urbanos, comunidades locais, e gestão das infraestruturas físicas influenciam os modos de transporte não motorizados, e como esses podem ser otimizados para alcançar uma mobilidade urbana sustentável para todos.

© 2016 Universidade de OxfordSite por Flynn Creative

Traduzir Site


de Transposh - translation plugin for wordpress