Infraestruturas Organizadas pela Comunidade

Sobre o tema

As infraestruturas para modos não motorizados envolvem mais do que vias e outros elementos construídos e podem incluir pequenas lojas para reparos de bicicletas, informações ou até mesmo a simples pintura de faixas de pedestres. As instituições governamentais não são as únicas responsáveis pela concepção, iniciação, implantação e manutenção de infraestruturas. Estas iniciativas também podem advir de grupos de comunidades locais. O tema desta pesquisa tem como objetivo entender quem são as pessoas da comunidade que se envolvem nestes esforços de inovação da infraestrutura, o porquê de se envolverem, quais são as infraestruturas, e onde são bem ou malsucedidas. A pesquisa também busca avaliar as maneiras pelas quais as inovações infraestruturais guiadas pela comunidade podem contribuir para um sistema de transporte mais justo e equitativo.

Este tema investigará iniciativas comunitárias de implantação de infraestruturas em Londres (Inglaterra), e em São Paulo (Brasil), que aumentam a atratividade dos modos não motorizados. São buscadas respostas para as seguintes questões:

  • Quais infraestruturas organizadas pela comunidade existem e onde estão?
  • Qual é o alcance de suas influências?
  • Quem se envolve e com qual intensidade?
  • Quem é beneficiado por esses projetos?
  • Como essas iniciativas englobam visões de bem-estar coletivo, equidade e justiça?
  • É possível difundir e transferir essas iniciativas ou isso comprometeria alguns de seus benefícios?
Canto em De Beauvoir Ward

Tanto Londres como São Paulo são cidades internacionais com desigualdades sociais, porém com desafios significativamente diferentes. Por exemplo, o uso de veículos motorizados está expandindo rapidamente em São Paulo ao passo que, em Londres, esta situação atingiu um pico e agora a cidade passa pela experiência da expansão da infraestrutura para pedestres e ciclistas. Nós utilizaremos estas contrastantes cidades para fazer perguntas de uma para a outra; isto pode revelar a importância do contexto local e de diferentes perspectivas globais. Você pode achar as conclusões geradas por esta pesquisa particularmente úteis se for líder comunitário, ONG, uma pequena empresa trabalhando para a melhoria das condições locais para pedestres ou ciclistas, um planejador local ou legislador na área de políticas de transporte, um político com eleitores interessados, ou simplesmente um pedestre, ciclista ou alguém que queira ser um dos dois. Este tema é liderado pelo Dr. Tim Schwanen e pelo Dr. Denver V. Nixon.

Contato: Equipe do tema "Infraestruturas Organizadas pela Comunidade"

Email: denver.nixon@ouce.ox.ac.uk
Tel: +44 (0) 1865 285545
Endereço: Estudos de Transporte Unidade, Universidade de Oxford, Sul Parks Road, Oxford, 3QY OX1, UK

Participe

Se você achar que o projeto DePICT é de interesse para você como um potencial stakeholder, participante da pesquisa, ou simplesmente um entusiasta, por favor contacte-nos ou siga-nos no Facebook e Twitter.

Se inscreva para atualizações por email




Twitter

O projeto DEPICT tem como objetivo determinar quais elementos dos ambientes urbanos, comunidades locais, e gestão das infraestruturas físicas influenciam os modos de transporte não motorizados, e como esses podem ser otimizados para alcançar uma mobilidade urbana sustentável para todos.

© 2016 Universidade de OxfordSite por Flynn Creative

Traduzir Site


de Transposh - translation plugin for wordpress